A Polícia Civil prendeu na tarde desta quinta-feira (dia 8) dois jovens acusados de furto na escola e no posto de saúde da aldeia indígena Itaxi Mirim, em Paraty. A prisão foi realizada pelo delegado titular de Paraty, Marcelo Russo.

A ação policial foi acompanhada pelo coordenador técnico da Funai, a Fundação Nacional do Índio, Cristiano Aparecido Cabreira Machado, e a cacique da tribo guarani, Eva Rete Benite.

Os índios que foram presos têm 20 e 18 anos de idade. Com eles, segundo o delegado, foram recuperados todos os bens furtados dos dois estabelecimentos durante a madrugada da terça-feira: dois nebulizadores; oito sacolas de gaze; cinco caixas de álcool em gel; duas caixas de cloro; um micro-ondas; balança para pesar crianças; estabilizador de energia; e dois notebooks.

Marcelo Russo afirmou que os dois são usuários de maconha e que provavelmente tentariam vender o material furtado para adquirir o entorpecente. Eles foram presos em flagrante e indiciados por furto qualificado. Foto: Polícia Civil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui