A economia e a geração de empregos estão passando por transformações por conta do combate ao novo coronavírus. Apesar da crise que atinge o país, agora impactada pela pandemia da Covid-19, Volta Redonda mantém saldo positivo acumulado na geração de emprego e renda desde 2017.

Nos últimos três anos, foram geradas 3.590 postos de empregos, de acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério da Economia. “Mesmo com todas as dificuldades enfrentadas nesse período, conseguimos criar quase 100 novos postos de trabalho por mês. Somos o município que mais gerou empregos no estado”, afirmou o prefeito Samuca Silva (PSC).

Entre 2017 e 2019, dados do Caged mostram que Volta Redonda registrou 73.397 admissões formais, com carteira assinada, contra 69.807 desligamentos. Os dados de 2020 ainda não foram divulgados pelo Ministério da Economia.

O cenário de crescimento foi beneficiado pelas medidas adotadas para
melhorar o ambiente de negócios no município. A retomada do diálogo com entidades empresariais, o auxílio à empreendedores na busca por novas oportunidades, somada a desburocratização, estimularam a geração de empregos.

Dentre as medidas tomadas pela prefeitura estão: a flexibilização do horário do comércio; a implantação do Alvará Fácil, por meio do sistema do Regin; o fim da taxa de alvará para Microempreendedores Individuais (MEI’s); a implantação do Tarifa Comercial Zero, aumentando a circulação de pessoas nos principais centros comerciais da cidade; regularização de ambulantes; retomada de diálogo com a Companhia Siderúrgica Nacional (CSN); o primeiro Mutirão do Emprego; e a Rua de Compras.

Outras ações intermediadas pela administração municipal também colaboraram, como a inauguração do novo shopping na Rodovia dos Metalúrgicos, a reativação do posto Sistema Nacional de Emprego (Sine), captando e oferecendo vagas no ‘Na Hora’; e a vinda da empresa de Call Center.

“Agora, estamos em um período em que o mais importante é salvar vidas, mas estamos trabalhando para que a economia seja o menos impactada possível e possamos vencer juntos esse período”, disse o prefeito que, diante do combate à Covid-19, anunciou que estão em estudo novas medidas de austeridade que podem gerar ao município
uma economia de quase R$ 60 milhões.

Em breve, também será lançado o site www.comprasvr.com.br, uma plataforma de divulgação de estabelecimentos e produtos, com possibilidade de venda online. O objetivo é que o espaço seja como um shopping virtual e os empresários terão acesso livre no site mantido pela prefeitura. Foto: Evandro Freitas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui