A Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) prorrogou o período de férias de metalúrgicos, entre eles aqueles que fazem parte do grupo de risco (diabéticos, pacientes cardíacos e pessoas com 60 anos de idade ou mais). Num primeiro momento, foram afastados 1.437 trabalhadores. A empresa não revela a atualização deste número.

Iniciada no dia 26 de março, a quarentena foi adota pela direção da empresa para evitar aglomeração de pessoas e garantir a saúde daqueles que seguem trabalhando em atividades consideradas essenciais. O retorno estava previsto para segunda-feira (dia 4), mas com o avanço dos casos do coronavírus no município de Volta Redonda, até segunda ordem, a direção da CSN optou em estender o prazo.

A Folha do Aço apurou que, por ora, não há data prevista para as férias serem suspensas. O cenário de indefinição faz crescer a apreensão com possíveis demissões. O Sindicato dos Metalúrgicos monitora a situação.

A decisão da empresa afetada ainda os jovens aprendizes e estagiários, que também seguem afastados das atividades na Usina Presidente Vargas. A CSN projeta o retorno gradual em cerca de 15 dias.   

Recarga

Conforme publicado em primeira mão pelo site da Folha do Aço, a CSN suspendeu a recarga do vale transporte dos funcionários referente ao mês de maio. A decisão da empresa foi repassada aos trabalhadores na terça-feira (dia 28). Procurada, a CSN não se pronunciou sobre o assunto.

O valor referente às passagens foi depositado na conta dos metalúrgicos. Mensalmente é descontado entre 6% e 7% do salário do funcionário que solicita o vale transporte, conforme o rendimento mensal. A empresa complementa o restante.

Produção brasileira de aço bruto tem queda de 7% no primeiro trimestre

A produção brasileira de aço bruto foi de 8 milhões de toneladas no acumulado do primeiro trimestre de 2020, o que representa uma queda de 7,0% quando comparada com o ocorrido no mesmo período de 2019. Os dados foram divulgados no último dia 24 pelo Instituto Aço Brasil.

Em relação aos laminados, a produção de 5,7 milhões de toneladas equivale a uma retração de 2,6% comparativamente aos mesmos meses de 2019. Já a produção de semiacabados para vendas totalizou 2,1 milhões de toneladas, 9,5% inferior ao registrado no mesmo período de 2019.

As vendas internas atingiram 4,5 milhões de toneladas de janeiro a março de 2020, apresentando uma queda de 0,7% em relação aos mesmos meses de 2019. O consumo aparente nacional de produtos siderúrgicos somou 5,1 milhões de toneladas nos três primeiros meses de 2020. Comparando com o mesmo período do ano anterior, houve queda de 0,6%.

As importações caíram 15,4% no acumulado de 2020, comparativamente ao mesmo período do ano anterior, totalizando 519 mil toneladas. Esse volume resultou em US$ 563 milhões de importação, uma redução de 10,8% na mesma base de comparação.

Dados de março

Em março de 2020, a produção brasileira de aço bruto foi de 2,6 milhões de toneladas, representando uma queda de 8,2% frente ao mesmo mês de 2019. Já a produção de laminados foi de 1,8 milhão de toneladas, 10,7% menor que o apurado em março de 2019. A produção de semiacabados para vendas foi de 749 mil toneladas, uma retração de 10,0% em relação ao mesmo mês de 2019.

O consumo aparente ficou em 1,6 milhão de toneladas em março de 2020, 11,1% menor que o registrado no mesmo período de 2019. As vendas internas caíram 10,7% contra março de 2019, dado o volume de 1,5 milhão de toneladas.

As importações de março de 2020 caíram 39,1% em volume e diminuíram 19,4% em valor em relação ao mesmo período de 2019, registrando 142 mil toneladas e US$ 173 milhões, respectivamente.

As exportações foram de 1,4 milhão de toneladas e US$ 724 milhões, representando, respectivamente, uma alta de 71,4% e uma alta de 56,1% na comparação com o mesmo mês de 2019. As exportações atingiram 3,2 milhões de toneladas e US$ 1,6 bilhão nos primeiro trimestre de 2020, o que representa queda, respectivamente, de 1,3% em volume e de 16,2% em valor na comparação com o mesmo período de 2019.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui