Edson Miguel Dos Santos Cunha, pastor de uma igreja evangélica suspeito de agredir uma mulher em Valença, foi transferido para o Batalhão Especial Prisional, no Rio de Janeiro. Ele foi preso na última quinta-feira (dia 28), depois que sua imagem foi divulgada pelo Portal dos Procurados do estado.

Segundo a Polícia Civil, a vítima foi levada ao Hospital Escola de Valença no dia 19 deste mês, desacordada, depois de ser encontrada gravemente ferida na estrada que leva a Barão de Juparanã, distrito de Valença.

Edson, que também é subtenente aposentado do Corpo de Bombeiros, mantinha um relacionamento extraconjugal com a vítima, segundo a Polícia Civil. O delegado de Valença, Luciano Coelho, disse que Edson descobriu que a mulher o estava traindo com outra e passou mandar fotos dele nu aos fiéis da igreja onde ele atuava no distrito.

O pastor afirmou aos policiais que, por isso, os fiéis deixaram de comparecer aos cultos. A gota d’água, de acordo com o delegado, foi quando a amante resolveu mandar fotos para a mulher do pastor. Para se vingar, ele marcou um encontro com a mulher, fingindo que os dois teriam uma relação amorosa.

Ele a levou para a estrada, onde a atacou usando um taco de beisebol. O pastor está respondendo por tentativa de feminicídio.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui