Em ofício enviado nesta segunda-feira (dia 1º) ao prefeito Samuca Silva (PSC), a Associação Comercial, Industrial e Agropastoril de Volta Redonda (Aciap-VR); a Câmara de Dirigentes Lojistas de Volta Redonda (CDL-VR); e o Sindicato do Comércio Varejista de Bens e Serviços de Volta Redonda (Sicomércio-VR); bem como o Sindicato das Indústrias de Panificação e Confeitaria do Sul Fluminense (Sipacon-SF), Sindicato de Hotéis, Bares, Restaurantes, Lanchonetes e Similares (Sindsul), reforçaram a proposta de um novo horário de funcionamento para as atividades comerciais.

Para que vigorem, os horários sugeridos precisam de aprovação da prefeitura, do Ministério Público do Estado do Rio (MPRJ) e de uma homologação na Justiça, já que o acordo inicial de flexibilização comercial passou por essas etapas.

Propostas enviadas ao prefeito:

Comércio em geral

Adequação do horário de 14h às 22h para 10h às 18h, de segunda à sexta-feira; – Adequação do horário de sábado, para 9h às 13h, uma vez que nesses dias, a  maioria dos setores que não seja comércio e alguns serviços, não abre, principalmente, bancos. 

Restaurantes, bares e lanchonetes

Adequação do horário de 10h às 19h para 6h às 22h, visando atender também aos que abrem para café da manhã, uma vez que muitos trabalhadores pegam cedo nas empresas; atendimento de refeições noturnas, seguindo todas as regras já vigentes, como a delimitação de 30% de clientes dentro dos espaços, com mesas intercaladas e controle do fluxo, com higienização dos ambientes, disponibilização de álcool a 70% para clientes e funcionários. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui