O deputado federal Delegado Antonio Furtado esteve, nesta terça-feira (dia 2), em reunião com o secretário de Saúde do Estado, Fernando Ferry, para entender as estratégias adotadas e tomar conhecimento do programa que visa aumentar o trabalho de prevenção nos asilos. Também participou da reunião o subsecretário de Saúde, Bruno Marini, que reafirmou a importância de manter ações de prevenção à dependência química, mesmo durante este período.

Com a prorrogação das medidas restritivas no Estado até 05 de junho, a ampliação da rede de cuidados e proteção aos idosos, principalmente aqueles em situação mais vulnerável e em asilos, foi encarada como importante medida de combate ao coronavírus. Para isso o Governo do Estado vai aumentar as ações com o fornecimento de testagem e equipamentos de proteção individual para funcionários das unidades de cuidado.

“Temos cerca de 80 instituições de longa permanência de idosos no Rio que precisam de atenção para enfrentar o problema do Covid-19. Aumentando o número de testagem dos funcionários e a ampliação da utilização de equipamentos de segurança individual será possível melhorar a segurança dos idosos”, explicou o secretário de Saúde do Estado.

A questão da dependência química também foi tratada na reunião. Com o isolamento social, o consumo de álcool e drogas tem aumentado, segundo o subsecretário.

“Não podemos esquecer do trabalho de enfrentamento ao uso de drogas. Precisamos manter as ações de assistência mesmo em tempos de pandemia. Com todo esse cenário, o número de pessoas recorrendo a drogas e bebidas tem aumentado”, explicou Marini.

Com um trabalho de combate e prevenção ao uso das drogas, por meio do projeto “A Vida Vale Mais, o Deputado Federal Delegado Antonio Furtado também se mostrou preocupado com a questão do aumento da dependência neste período.

“Temos que manter o trabalho de enfrentamento ao Covid-19 sem esquecer de assuntos de saúde pública como a questão da dependência química. Estou me colocando a disposição para lutarmos juntos em favor de uma melhor qualidade de vida para a população, principalmente para evitarmos o drama das famílias de perderem seus filhos para as drogas”, afirmou o parlamentar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui