O general Eduardo Panzuello foi oficializado nesta quarta-feira (dia 3) como Ministro interino da Saúde. O general já vinha comandando o ministério desde o dia 15 de maio, com a saída de Nelson Teich. Panzuello era secretário-executivo de Teich. A nomeação foi publicada no Diário Oficial da União.

O presidente Jair Bolsonaro (Sem partido), já havia afirmado que Panzuello “vai ficar muito tempo” e ainda o classificou como um “gestor de primeira linha”. “Por enquanto, deixa lá o general Pazuello, está indo muito bem. É um gestor de primeira linha.” afirmou Bolsonaro no dia 19 de maio. “É um tremendo de um gestor, está fazendo um excepcional trabalho lá.

Conforme antecipado pelo colunista Lauro Jardim, Panzuello conversou com a equipe da Pasta e comunicou que deve permanecer no cargo até agosto, ou início de setembro. A partir desta data, o general afirma que irá conversar com Bolsonaro a respeito de uma possível efetivação no cargo.

No período entre a demissão de Teich e a confirmação de Panzuello como interino, o Brasil registrou mais de 337 mil novos casos de coronavírus e 14.817 mortes pela doença. Foto: Erasmo Salomão/MS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui