A presidência da Câmara de Volta Redonda suspendeu a compra dos cinco veículos zero quilômetros que pretendia adquirir para renovar a frota que atende aos parlamentares. A decisão foi publicada no dia 25 de maio, no portal do Legislativo Municipal. “Após análise do Parecer Jurídico nº 093/20, bem como ao que dispõe a Lei Federal nº 8.666/93, decido pela a revogação do Pregão Presencial n.º 04/2020, tendo em vista que os recursos que viriam atender aquela despesa serão alocados para demandas mais urgentes que possam advir num futuro próximo”, destaca o documento.

Na edição de 25 de abril, a Folha do Aço revelou que a Câmara de Volta Redonda pretendia gastar mais de R$ 319 mil na aquisição de cinco veículos. O edital da licitação foi aberto no dia 1º de abril.

O termo de referência do edital 04/2020 estabelecia que quatro modelos teriam câmbio manual – ao custo unitário de R$ 62.304,55 – e um deles automático – R$ 70.411,75. De acordo com a especificação, obrigatoriamente, os automóveis seriam equipados com ar-condicionado, direção eletro-hidráulica, airbag (no mínimo duplo), computador de bordo, rádio com leitor de MP3 e conexão Bluetooth, entre outros itens.

“A renovação da frota de veículos se faz necessária haja vista oferecer a esta Casa Legislativa menor custo em manutenção corretiva, proporcionando maior produtividade nos trabalhos e segurança aos seus usuários”, justifica o edital autorizado pelo  presidente, vereador Nilton Alves de Faria, o Neném (DEM).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui