O pagamento da bonificação a título do Programa de Participação nos Resultados (PPR) dos metalúrgicos da CSN foi realizado no dia 23 de abril. Com a conclusão dessa negociação, o Sindicato dos Metalúrgicos do Sul Fluminense parte agora para a discussão do acordo coletivo, com data-base no dia 1° de maio. Após a realização de pesquisa, o sindicato convocou assembleia, no dia 18 de abril, para apresentar o resultado e aprovar a pauta de reivindicações.

O passo seguinte foi encaminhar à empresa para que as reuniões possam ter início. “Não há data definida. A pauta foi elaborada de acordo com o resultado da pesquisa feita entre os trabalhadores, realizada pelo sindicato. Esperamos que a empresa não enrole para iniciarmos as negociações, já que a data-base já vence na próxima semana”, disse o presidente do Sindicato, Silvio Campos.

Em 2018, os trabalhadores da CSN aprovaram a proposta apresentada pela empresa com reajuste salarial de 1,8%, retroativo a maio; cartão alimentação de R$ 380 por mês retroativo a maio, a partir de setembro e mais duas cargas extras de R$ 220, auxílio creche de R$ 552, retroativo a maio; garantia da cesta de natal e a entrega de brinquedos e manutenção das outras cláusulas do acordo anterior.

Veja alguns itens da pauta:

– Reajuste salarial: a partir de 1° de maio de 2019, com a variação do INPC no período de 1° de maio de 2018 a 30 de abril de 2019, mais aumento real;

– Cartão alimentação: reajustar o valor para R$ 500,00, com cargas extras em novembro e dezembro de 2019;

– Plano odontológico: melhoria do plano, com aumento de convênios, e sem o fator moderador;

– Melhorias na alimentação e no refeitório;

– Plano de Saúde: melhorar o plano, reduzir o fator moderador, incluir especialidades, implantar Serviço de Atendimento ao Cliente para os trabalhadores;

– Plano de Cargos e Salários;

– Discutir a insalubridade e periculosidade dos trabalhadores;

– Negociação da PLR para que valor seja de, no mínimo, dois salários;

– Concessão de cesta e brinquedos de Natal e kit escolar com melhorias na qualidade;

– Auxílio-creche: reajustar o valor e estender o benefício;

– Empréstimo: reajuste para o valor de até R$ 4 mil;

– Manutenção dos itens do acordo anterior.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui