Com o fim do governo de Antônio Francisco Neto, em 31 de dezembro de 2016, integrantes do 1º e 2º escalões da administração de Volta Redonda conseguiram emprego em prefeituras da região. Em especial as comandadas pelo MDB, partido do ex-prefeito. Parte do grupo conseguiu abrigo nas vizinhas Barra Mansa e Pinheiral. Outros desceram a serra rumo à Angra dos Reis, um dos principais destinos turísticos do estado.

Ao importarem mão de obra, estes municípios passaram a adotar antigas práticas do Palácio 17 de Julho, como a dispensa de licitação. Em Angra, a gestão do prefeito Fernando Jordão acumula R$ 73 milhões em contratos com o Instituto de Apoio e Gestão à Saúde (Iages).

O último acordo, publicado no último dia 2 no Boletim Oficial, objetiva a contratação de serviços continuados de profissionais de saúde para atender necessidades de plantonistas, diaristas, cirurgiões eletivos, anestesiologistas e apoio administrativo da Fundação Hospital Geral da Japuíba.

De acordo com levantamento do site Angranews, é a quarta vez consecutiva que o Iages é contratado de forma emergencial ou com dispensa de licitação pela FHGJ. Todos assinados por Sebastião Faria.

O diretor do hospital é um antigo aliado de Neto. Em Volta Redonda, o engenheiro comandou a Superintendência de Serviços Rodoviários (Suser), o IPPU e o Hospital São João Batista, entre outros órgãos municipais, além da presidência do Detran.

Em 2016, Faria chegou a ser cogitado para concorrer à sucessão de Neto no Palácio 17 de Julho, mas seu nome não decolou nas pesquisas, mesmo constantemente sendo adjetivado como “muito competente” pelo ex-prefeito. Ele acabou sendo preterido por América Tereza (MDB), que sequer chegou ao segundo turno. Nos últimos dois anos, Angra virou ainda paraíso para algumas empresas que sempre serviram ao ex-governo de Volta Redonda.

Confira os contratos:

04/10/2017 – CONTRATO EM CARÁTER EMERGENCIAL – Nº 016/2017/FHGJ – R$ 17.574.000,00 Prazo 180 dias;

28/03/2018 – CONTRATO EM CARÁTER EMERGENCIAL Nº 008/2018/FHGJ R$ 17.470.097,64 Prazo 180 dias

26/09/2018 – TERMO DE DISPENSA DE LICITAÇÃO – Nº 006/2018/FHGJ R$ 19.062.513,54 Prazo 180 dias;

27/03/2019 – TERMO DE DISPENSA DE LICITAÇÃO – Nº 002/2019/FHGJ – R$ 19.062.513,54 – Prazo 180 dias;

Imagem: Reprodução site Angranews

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui