Um dia após a eliminação na Copa do Brasil, o presidente do Volta Redonda Flávio Horta se reuniu com a comissão técnica e todo o elenco do Esquadrão de Aço. Em pauta, a derrota na semifinal da Taça Guanabara e a eliminação na primeira fase da Copa do Brasil. 

O mandatário tricolor afirmou que a equipe cometeu erros que não devem acontecer, principalmente em Sergipe, quando tinha a vantagem do empate e deixou a classificação.

“Conversei com o Luizinho e com os jogadores e afirmei que é inaceitável continuarmos com esta postura. Os salários estão em dia, nos desdobramos para fazer uma logística favorável, viajando com dois dias de antecedência, ficando no melhor hotel de Aracaju, para fazermos uma partida muito abaixo do que podemos. É preciso ter a consciência da responsabilidade que é vestir a camisa do Volta Redonda e passei isso para eles. Precisamos de uma mudança de postura imediatamente!” afirmou o presidente.

Sobre a possibilidade de troca no comando do Voltaço, Flávio Horta destacou que o técnico Luizinho Vieira permanecerá como treinador da equipe. 

“Tive uma conversa particular com o Luizinho e o cobrei muito por conta do resultado. Todo mundo tem uma parcela de culpa em tudo o que aconteceu. A diretoria, a comissão técnica e os jogadores. Apesar de ser uma eliminação dolorida, entendemos que um trabalho consistente só vem com um tempo de trabalho. O Luizinho tem a nossa confiança. Apesar dos últimos resultados, vem mostrando um bom trabalho, como foi na Taça Guanabara, e confiamos que irá conseguir repetir a boa campanha na Taça Rio, colocando o Volta Redonda na briga pela vaga nas semifinais do segundo turno e do Estadual.” ressaltou Flávio Horta, que agora quer ver seu time em melhor situação durante a Taça Rio.

O Volta Redonda estreia na Taça Rio contra o Macaé, em partida marcada para a próxima sexta-feira (dia 28), às 19h, no Raulino de Oliveira. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui