O Conselho Regional de Enfermagem de São Paulo (Coren/SP) recebeu, apenas no mês de março, cerca de 20 denúncias de agressões, em sua maioria verbais, contra os seus profissionais em ônibus, trens e metros da capital paulista. Segundo o órgão, muitas vezes, os profissionais são impedidos de pegar o transporte uniformizados.

Enfermeiros são obrigados a ouvir frases como “sai de perto que você vai me contaminar” e “você não vai entrar aqui e passar doença”. Paulo Eduardo Brandão, virologista da Universidade de São Paulo (USP), explica que os enfermeiros não são transmissores da doença, pois seus uniformes passam por todos os processos de esterilização.

Foto: Reprodução/Internet

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui