Agentes da PRF e policiais civis cumpriram mais de 20 mandatos de busca e apreensão para desarticular uma quadrilha que promovia corridas ilegais com carros de luxo. Apenas um dos veículos é avaliado em mais de R$ 2 milhões. A operação foi deflagrada na manhã desta quinta-feira (dia 28) em diversos bairros e municípios do Rio de Janeiro.

Os donos dos veículos foram surpreendidos por equipes da PRF e da 106ª DP (Itaipava), responsável pelas investigações, no início da manhã. Segundo a PRF, foram expedidos 24 mandados de busca e apreensão, para captura dos veículos e equipamentos usados nas filmagens dos eventos. Os carros, estavam na Barra da Tijuca, Jacarepaguá, Leblon, Lagoa, Flamengo, Duque de Caxias, Miguel Pereira e Petrópolis.

Um dos alvos foi um automóvel com valor aproximado de R$ 2 milhões. O Porsche Carrera 911 GT RS3 pertence ao dono de uma loja de veículos na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio. O empresário já havia sido preso pela Polícia Federal, em 2011, por suspeita de participação em uma quadrilha de contraventores e mafiosos. O grupo seria responsável por contrabando de pedras preciosas e importação de carros de luxo usados, prática proibida pela legislação brasileira, além de sonegação fiscal. No Brasil, existem somente nove modelos iguais ao Porsche alvo da operação.

Outro empresário, morador do Flamengo, na Zona Sul, também é dono de uma loja de automóveis e seria o encarregado de fazer modificações nos carros. O objetivo seria prepará-los para os “rachas”. Ele possui canais na internet para divulgação das corridas, de acordo com as investigações.

As corridas ilegais em via pública colocam em risco a vida de inocentes. Os motoristas dirigem em alta velocidade, com exibição de manobras arriscadas, de forma irresponsável e desrespeitando a segurança dos demais usuários. Os participantes ainda filmam e publicam os “rachas” em canais de mídias sociais na internet. Foto: Divulgação/Polícia Rodoviária Federal

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui