Metalúrgicos votam nesta sexta-feira (dia 5), de 6h às 18h, em assembleia virtual, duas propostas apresentadas pela Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) à direção do Sindicato. O pacote inclui o índice do Programa de Participação no Resultado (PPR) e a renovação por dois anos do acordo coletivo de trabalho, com manutenção de benéficos (como o abono de férias de 70% e plano de saúde), mas sem reajuste salarial até o ano de 2022.

Na rodada de negociação, iniciada na terça-feira (dia 2), em São Paulo, e encerrada ontem (3), o Sindicato dos Metalúrgicos ouviu da direção da empresa a alegação das dificuldades envolvem o quadro de instabilidade que o país enfrenta e a falta de perspectiva para as vendas. De acordo com a CSN, o estoque da produção está grande, reflexo da falta de políticas de resultado para a economia. A Siderúrgica ressaltou ainda as incalculáveis consequências diante da pandemia do coronavírus.

Todavia, mesmo diante da paralisação do alto-forno 2, abafado na última sexta-feira (dia 29), a empresa se comprometeu em não demitir trabalhadores em massa. “Essa, talvez, tenha sido uma das mais tensas reuniões das quais já participei. Muita expectativa contra inúmeras negativas por parte da CSN. Tudo que propomos a empresa apresentou dificuldades. Enfim, apesar de tudo, conseguimos sair da mesa de negociação com uma proposta a ser levada à categoria”, ressaltou o presidente do SindMetal, Silvio Campos, em boletim para a categoria.

Apesar da insistência da CSN em pagar somente o que determina a lei trabalhista (CLT), o acordo a ser votado sexta-feira pelos trabalhadores prevê a manutenção do abono de 70% de férias, hora extra com bonificação que pode chegar até 100%, adicional noturno de 40%, plano de saúde e odontológico, convênio farmácia, previdência privada (CBS), cartão alimentação, abono de atraso, adiantamento do 13% em janeiro, auxílio creche, auxílio funeral, bolsa de estudo nível superior e técnico, estabilidade de gestantes acima do prazo, resíduo de horas noturnas, refeição e seguro de vida em grupo, entre outros benefícios.

Além das propostas da renovação do acordo coletivo e do valor do PPR, o metalúrgico poderá optar na assembleia virtual pela greve na Usina Presidente Vargas (Volta Redonda) e na Galvasud (Porto Real). O resultado será conhecido a partir das 18h desta sexta-feira, quando encerra o prazo da votação virtual.

Confira a proposta da empresa:

PPR/Abono – 2019: 40% do Target (que traduzido do inglês significa objetivo) para todos trabalhadores até o cargo de supervisor (um salário). A primeira parcela de 50% a ser paga até cinco dias úteis após aprovação, e o restante até o pagamento de setembro/2020. 

Aos cargos de liderança, acima de supervisor, 40% do Target (um salário). A primeira parcela de 40% a ser paga até cinco dias úteis após aprovação. Segunda parcela de 30%, até o pagamento de setembro/2020. E a terceira parcela de 30% até o pagamento de dez./2020.

PPR/Abono – 2020:55% do Target para todos os trabalhadores (1,375 salário-base), em única parcela, a ser paga no dia 9 de abril de 2021.

Acordo coletivo 2020/2022 (válido 2 anos)

  • Reajuste salarial zero;
  • Cesta de Natal;
  • Kit escolar; 
  • Brinquedo de Natal, até o nível de supervisor; 
  • Carga extra no cartão alimentação: R$ 600, em duas parcelas: R$ 300, a ser paga cinco dias úteis após aprovação do acordo, e a parcela, também de R$ 300, a ser depositada no dia 18 de dezembro (sem participação do trabalhador); 
  • Banco de horas: implantação imediata, com prazo de 12 meses. Horas não compensadas nesses período serão pagas conforme bonificação determinada no ACT.

    Superior e técnico: 

  • Brinquedo de Natal;
  • Kit escolar;
  • Cesta básica; 
  • Desjejum;
  • Empréstimo especial;
  • Garantia de pré aposentadoria; 
  • Consultas gratuitas para gestantes e recém-nascidos;
  • Estabilidade de gestantes acima do prazo;
  • Resíduos de horas noturnas;
  • Refeição;
  • Seguro de vida em grupo. 

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui