Durante transmissão ao vivo na tarde desta segunda-feira (dia 6), o prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva (PSC), comentou as críticas que vem recebendo das entidades empresariais desde o último sábado (dia 4), quando anunciou que o comércio do município ficará fechado por mais sete dias, pois a ocupação de leitos de UTI, um dos principais eixos do acordo de flexibilização comercial, ultrapassou os 50%.

Mais uma vez, Samuca enfatizou que o estudo apresentado ao Ministério Público foi muito elogiado e, inclusive, replicado em outras cidades pelo país. “Cidades muito mais ricas, ficaram com seu comércio fechado durante quatro meses. Volta Redonda apresentou argumentos, técnicas e conseguimos manter uma flexibilização durante mais de 50 dias. O acordo foi elogiado pelos próprios empresários”, disse.

Segundo o prefeito, está marcada para esta terça-feira (dia 7), uma reunião entre prefeitura, o Ministério Público, Aciap, CDL e Sicomércio, a fim de discutir o atual acordo e seus impactos na economia municipal. “Eu convido todas as entidades para que possamos dialogar juntos, não é meu objetivo matar o comércio e as empresas. Podem me cobrar qualquer coisa, mas não vou me omitir diante da pandemia”, concluiu Samuca.

Tratamento em parceria com a UFRJ

Na transmissão, Samuca comunicou a chegada, já nesta terça-feira, de mais de 10 mil medicamentos, que serão usados no protocolo de tratamento de pacientes com a Covid-19, promovido em parceria com a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). O medicamento, conhecido popularmente como Annita, poderá ser ministrado nos pacientes com sintomas gripais leves, que deverão procurar um dos cinco centros de triagem, a partir de quarta-feira (dia 8).

Números da Covid-19

Volta Redonda registrou mais dois óbitos na tarde desta segunda-feira, elevando o total a 81. Trata-se de dois homens, de 85 e 66 anos. Os casos suspeitos apresentaram um crescimento de 0,32%, chegando a 7845.

Os infectados estão em 1976, com 1491 curados. No momento, as UTIs apresentam 56% de ocupação, e o Hospital de Campanha, 12%.

O prefeito anunciou que mais 10 leitos de UTI serão abertos no Hospital de Campanha, para liberar mais cirurgias eletivas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui