O corpo da estudante de pós-graduação em odontologia, Mayara Pereira de Oliveira Fernandes, de 31 anos, foi sepultado às 11h30, no Cemitério Portal da Saudade, em Volta Redonda. Mayara foi morta com um tiro na boca após ter sido feita refém por duas horas e meia na manhã de sexta-feira no estacionamento do campus do Centro Universitário de Valença, no Sul Fluminense. O autor do crime é o ex-namorado, Janitom Celso Rosa Amorim, de 39 anos, que é policial militar lotado no batalhão de Resende.

A vítima chegou a ser socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o Hospital Escola de Valença, mas não resistiu aos ferimentos. PublicidadeApós o disparo que acertou a vítima, policiais foram até o veículo ondem os dois estavam e conseguiram imobilizar o criminoso, que foi algemado e levado a 91ª DP (Valença). Durante depoimento, o PM não revelou o motivo de ter cometido o crime. Janitom Celso será conduzido a uma Unidade Prisional da Polícia Militar e ficará à disposição da Justiça. As investigações seguem.

Com informações do Jornal O Dia

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui