Os metalúrgicos da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) aprovaram por 76,58% a proposta de reajuste salarial de 5.06% retroativo a maio. A votação concluída no início da noite desta segunda-feira (dia 29) contou com a participação de 6.564 trabalhadores, sendo 5.027 favoráveis ao acordo e 1.509 contrários. 

Foram registrados ainda 16 votos em branco e 12 nulos. O resultado será apresentado nesta terça-feira à direção da empresa pelo Sindicato dos Metalúrgicos.
O índice aprovado pela categoria contempla a reposição integral da inflação registrada no período de 1º de maio de 2018 a 30 de abril de 2019. As diferenças salariais de maio, junho e julho serão pagas na folha de agosto. 

O acordo coletivo 2019/2020 contempla reajustado no cartão alimentação, passando para R$ 400, com 5% de participação do colaborador, retroativo a maio. A diferença referente aos meses últimos três meses, que totaliza R$ 60, será creditada até sexta-feira (dia 2).

A empresa ainda vai creditar no cartão alimentação o valor de R$ 460, sem participação do colaborador, que será pago em duas parcelas de R$ 230, sendo a primeira até sexta-feira e a segunda em 13 de dezembro. Assim, o total a ser creditado no cartão alimentação nos próximos dias será de R$ 670. 

Com a aprovação da proposta na votação desta segunda-feira, os trabalhadores terão o auxílio-creche reajustado para R$ 580, retroativo a maio. A CSN ainda garantiu que a cesta de natal e brinquedos serão distribuídos em dezembro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui