A Justiça decretou, nesta segunda-feira (dia 27), a prisão preventiva do companheiro da mãe das três crianças mortas em Paraty, na Costa Verde. Fernando Evangelista da Silva, de 36 anos, foi preso na última sexta-feira (dia 24), quando os corpos foram encontrados na casa após um incêndio.

Durante audiência na Casa de Custódia de Volta Redonda, a prisão em flagrante de Fernando foi convertida em preventiva para garantir a ordem pública e assegurar a aplicação da lei penal.

Segundo o juiz Marco Aurélio Adania, há indícios suficientes de autoria do crime por parte do acusado a partir de depoimentos colhidos por policiais da 167ª DP (Paraty).

Fernando responderá pelos crimes de homicídio consumado contra as crianças (de 4, 5 e 7 anos) e tentativa de feminicídio contra a companheira e mãe das crianças, Dara Cristina de Almeida Santos Souza, além da prática de crime de incêndio.

Devido à repercussão do caso e ao fato de ele ter prestado depoimento se dizendo ameaçado pelos outros presos, o magistrado determinou que Fernando fique separado dos outros internos do sistema penal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui