Estão abertas as inscrições para o 1° Seminário de Energia Solar Fotovoltaica de Barra Mansa.Organizado pela Aciap BM (Associação Comercial, Industrial, Agropastoril e Prestadora de Serviços de Barra Mansa), o evento é gratuito e acontece no dia 17 de fevereiro, a partir das 18h, na sede da entidade. O objetivo é apresentar aos participantes a importância da geração distribuída de energia (GD) e os benefícios e oportunidades da energia solar fotovoltaica para produtores rurais e empresas do Sul Fluminense.

“A Aciap BM, consciente da necessidade de debater o problema energético, com seus gargalos e desafios, busca, com o seminário, auxiliar na identificação de oportunidades e soluções para a região. A crise energética afeta não só o setor empresarial, mas toda a população. É preciso discutir alternativas viáveis que promovam a sustentabilidade dos negócios e a economia do país”, defendeu Carlos Magno Gomes Araújo, vice-presidente da pasta agropastoril da ACIAP BM.

Segundo dados da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), a fonte mais utilizada pelos brasileiros para micro e minigeração distribuída de energia é a solar fotovoltaica. São 82,6 mil micro e mini usinas espalhadas por todo o país, com cerca de 870 megawatts (MW) de potência instalada. Na região, algumas cidades como Valença, Vassouras, Rio das Flores e Barra do Piraí já possuem usinas solares em funcionamento.

“Barra Mansa possui uma radiação solar excelente, uma das melhores do estado do Rio. Acreditamos que esse setor vai possibilitar novas oportunidades de negócios tanto para os produtores rurais, que podem implementar fazendas solares, quanto para empresas da região, que podem ter acesso a uma energia mais barata e limpa”, defendeu Bruno Paccielo, presidente da Aciap BM.

Um dos palestrantes do seminário vai ser o deputado federal Luiz Antônio Corrêa (PL),membro da comissão da Câmara criada para debater o novo código de energia brasileira. Além dele, representantes de empresa do setor estão confirmados no evento. As inscrições podem ser feitas até o dia 15 de fevereiro, por meio do telefone (24) 2106-1077. 

Foto: Divulgação

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui