O secretário de Ordem Pública, William Pereira, informou na manhã desta quinta-feira (dia 30), que reforçará o efetivo da fiscalização para acompanhar a movimentação nos bares do município, principalmente durante os fins de semana. A equipe contará com auxílio da Guarda Municipal, Guarda Ambiental, Vigilância Sanitária e Polícia Militar. A meta é exigir o cumprimento das restrições temporárias ao funcionamento de bares, restaurante e estabelecimentos afins.

“Inicialmente, a validade deste decreto era de 10 dias, mas em face da necessidade provocada pela pandemia do novo coronavírus, foi prorrogado até o dia 4 de agosto. Não está descartada a possibilidade de ser estendido mais uma vez”, enumerou William.

A fiscalização, segundo William, tem sido rotineira e constante. Na noite desta quarta-feira (29), agentes da Secretaria de Postura percorreram os locais que concentram maior número de bares e restaurantes, como a Rua Orlando Brandão e Abdo Filipe, no Ano Bom, além dos bairros Vila Nova, Vista Alegre, Boa Sorte e Colônia Santo Antônio. “A maioria está seguindo as determinações do decreto. No Ano Bom, a limitação da capacidade do funcionamento dos estabelecimentos em 50%, tem ocasionado a formação de filas de espera. Alguns bares e restaurantes contrataram seguranças para auxiliar na organização das filas, com o distanciamento de 1,5 metro entre as pessoas. Na Orlando Brandão, uma viatura está responsável pela ronda diária no local. Estamos percorrendo as demais regiões e de maneira geral a situação está mais tranquila, mas ainda existem instabilidades que precisam ser coibidas”.

Por fim, William reiterou a necessidade de conscientização da população para que evite aglomerações e só saia de casa em caso de necessidade. “As atividades comerciais foram flexibilizadas mediante uma série de exigências de segurança e proteção acordadas junto ao Ministério Público com a finalidade de manter a economia e os empregos. Mas, não é hora de sair de casa, tampouco de freqüentar festas particulares. O momento exige cuidado e atenção para não colocar em risco a saúde da coletividade”.

Denúncias sobre aglomerações ou descumprimento das regras do decreto podem ser realizadas de segunda-feira a domingo, 24 horas por dia, através dos telefones (24)3028-9369/3028-9339.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui