Um decisão liminar, deferida nesta sexta-feira (dia 31), deu a Rodrigo Drable (DEM) o direito de retornar ao cargo de prefeito de Barra Mansa. A decisão, em recurso impetrado no Supremo Tribunal Federal, foi assinada pela Ministro Dias Toffoli.

Drable ficou 18 dias fora do cargo, após ser afastado em investigação do Ministério Público, que aponta a tentativa do prefeito de comprar votos para a aprovação das contas de sua gestão relativas ao exercício de 2018. As contas foram aprovadas no dia 14 de maio, por 14 a 5, mesmo recebendo parecer prévio contrário do Tribunal de Contas do Estado (TCE-RJ).

Também foram afastados os vereadores Paulo Chuchu, presidente da Câmara, e Zélio Show. O prefeito afirma que foi vítima de uma armação política e diz “que a verdade prevalecerá”.

Ele toma posse nesta sexta-feira, às 15h, no Centro Administrativo Luís Amaral (Campla).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui