A prefeitura é como uma grande empresa, onde o prefeiro é o gerente e o povo é o dono. Foi com esta frase que o candidato a prefeito, Bruno Marini, respondeu aos moradores do bairro Apóstolo Paulo, sobre a forma que pretende administrar a cidade, caso seja eleito.

O candidato foi ainda mais contundente ao acrescentar que a cidade não pode ficar sem um governante legítimo, com um prefeito que foi afastado do cargo por decisão judicial.  – Nossa cidade merece e precisa de um prefeito transparente, que se mantenha no cargo pelo voto, não por decisão de uma liminar – enfatizou o candidato, que ao lado do candidato a vice, o médico Cláudio Leite, da Coligação Prosperidade Barra Mansa (PSD, PRTB e Republicanos), falou das deficiências em diversos setores, em especial, da saúde pública de Barra Mansa.  

Cláudio Leite lembrou que várias unidades de saúde, enfrentam falta de médicos especializados e as filas de espera para exames, cirurgias, entrou outros procedimentos, se torna cada vez maior. “Se não governamos com transparência, se não ouvimos a população, não há como administrar uma cidade, como ocorre agora, que sequer temos clareza para onde foram destinados recursos do governo federal para combate a pandemia de Covid-19”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui