A Coligação Pra Fazer Volta Redonda Melhor, que reúne o PSB, a Rede Sustentabilidade e o PDT, e tem como candidato a prefeito Alex Martins realizou na manhã deste domingo, 18, sua primeira carreata. O evento contou com a presença da candidata a vice-prefeita Jussara Ferreira, postulantes a uma vaga na Câmara de Vereadores filiados e apoiadores da campanha.


A carreata passou pelos seguintes bairros: Retiro, Aterrado, Vila Santa Cecília, sessenta, Monte Castelo, Rua Quatro, Eucaliptal, Ponte Alta e Beira Rio. Em todas as localidades Alex Martins foi aclamado pela população, que saiu às ruas e janelas para manifestarem apoio a sua candidatura.


Alex Martins disse que o evento foi muito bem sucedido. “Estou super satisfeito com os gestos de carinho e confiança demonstrado pelo eleitor, mas ainda temos muito trabalho pela frente. O apoio do eleitor nos enche de energia para continuar a divulgar nossas propostas de governo que visa à construção de uma cidade mais humana, respeitosa e que de fato valorize seu maior patrimônio, que é o cidadão volta-redondense”

O candidato ainda disse que sua campanha tem sido desenvolvida com o ‘pé no chão’. “Não temos nenhuma afinidade ou acordo com os grupos políticos que se apresentam no cenário da disputa eleitoral. Manifesto meu respeito a todos eles, mas sigo uma candidatura independente e que tem como foco a efetiva melhoria das condições de vida da população, assim como dos serviços prestados pelo poder público”, destacou.
O resultado da carreata foi tão animador que os organizadores já estão preparando uma segunda edição. “É emocionante encerrar uma caminhada com os participantes pedindo mais. Por isto, já estamos planejando outras atividades como esta modalidade e outras”.

Corpo a corpo

Na tarde deste sábado (dia 17), Alex Martins percorreu os bairros Roma II e Siderlândia, apresentando suas idéias para transformar Volta Redonda num pólo regional de tecnologia, através de programas desenvolvidos em parceria com as universidades e escolas técnicas do município. “Nossa cidade precisa ser reconhecida além do aço, se tornando referência em avanços digitais, produção de energia solar, saúde e educação”, concluiu.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui