Não deu! O Volta Redonda lutou até o fim na tarde deste domingo (dia 5), mas a qualidade técnica do Flamengo, garantiu a vitória por 2 a 0, na semifinal da Taça Rio, no Maracanã. Com o triunfo, o time de Jorge Jesus vai enfrentar o Fluminense, que empatou com o Botafogo por 0 a 0, também na tarde deste domingo, no Engenhão. Como era líder do grupo B, o empate bastou para o Tricolor chegar a final.

O jogo

Quem esperava um começo de jogo eletrizante pelo que as duas equipes vinham apresentando, se decepcionou. O Flamengo, que precisava apenas de um empate, demorou para engrenar, dando espaço para que o Voltaço criasse a grande chance dos primeiros 20 minutos jogo, em chute de fora da área de Pedrinho.

Com um esquema de marcação compacto, o Voltaço impunha dificuldades ao estilo de jogo de Jorge Jesus. Mas aos 20 minutos, veio o golpe que desmontou o time de Luizinho Vieira. Após boa troca de passes, Gabigol, com um toque de primeira, achou Bruno Henrique entrando pela esquerda na grande área. O camisa 27 não perdoou e abriu o placar.

Precisando da vitória, o Voltaço foi ao ataque, expondo o seu bloco defensivo. Com isso, o Rubro-negro se impôs no jogo. Aos 23 minutos, Douglas Borges fez boa defesa. Aos 42, mais uma vez o goleiro do Tricolor de Aço apareceu e espalmou o chute de Gabigol.

No começo da segunda etapa, como se jogasse de forma “automática”, o Flamengo ampliou o placar, com os mesmos personagens do primeiro gol e de forma parecida: passe milimétrico de Gabigol e gol de Bruno Henrique, que driblou o goleiro Douglas e empurrou para as redes.

Falando nele, Douglas foi o principal jogador do Voltaço na partida, evitando uma derrota ainda maior para o Tricolor de Aço. Como de costume, o Flamengo usou a técnica ao seu favor e, com as cinco substituições permitidas no campeonato, desperdiçou outras chances, como já havia acontecido contra o Boavista.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui