Apesar de ser considerado uma referência no tratamento do coronavírus no Estado, o Hospital Regional, no bairro Roma, em Volta Redonda, vem se preparando para o pior. Na última quarta-feira (dia 15), a unidade recebeu um contêiner refrigerado para armazenar corpos de vítimas da infecção.

Os pacientes internados crescem vertiginosamente. Nesta quinta-feira (dia 16), o hospital cuidava de 86 pacientes com a doença. Uma semana atrás, eram 47.

O contêiner tem 14 metros de comprimento e a capacidade para armazenar 20 corpos. Os cadáveres devem ser armazenados em uma temperatura de, no máximo, nove graus. O equipamento se fez necessário pois o necrotério do Hospital Regional só comporta quatro cadáveres.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui