O acidente com vítima fatal ocorrido na noite da última terça-feira (dia 22) no km 286 da BR-393 (Rodovia Lúcio Meira), em Volta Redonda, envolveu um motorista embriagado, reincidente neste tipo de ato, com carteira vencida há três anos e um motociclista também sem habilitação.

Conforme a Folha do Aço informou nesta quarta-feira (dia 23), um carro e uma motocicleta colidiram no Jardim Amália II, resultando na morte do motoboy Edson Pereira de Jesus Santos Júnior, o Juninho, de 22 anos. Também nesta quarta-feira, a Polícia Rodoviária Federal confirmou que o motorista do carro, um Celta prata, estava embriagado. Além disso, a habilitação dele está vencida desde 2017. Ele se negou a fazer o teste do bafômetro, sendo por isso multado, além de ter a carteira apreendida.

O estado de embriaguez dele foi atestado por um legista do Instituto Médico Legal. O motorista, de 32 anos, foi preso em flagrante e vai responder por homicídio culposo, ou seja, quando não há intenção de matar. Na delegacia de Volta Redonda foi descoberto que, em 2014, também embriagado, ele atropelou e matou um jovem no Aterro do Flamengo.

Com a não fixação de fiança pela delegacia de Volta Redonda, ele só poderá responder em liberdade com autorização judicial. O motoboy Edson não tinha Carteira de Habilitação. No final da tarde desta quarta-feira, ele foi sepultado no Portal da Saudade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui